Como Fazer Uma Boa Gestao Financeira Para Terceiro Setor.jpeg

Como fazer uma boa gestão financeira para terceiro setor?

O termo terceiro setor, por definição, engloba as entidades privadas e sem fins lucrativos que têm por objetivo prestar serviços de caráter público com interesses sociais. Esse é o caso das fundações, das entidades beneficentes e das organizações não-governamentais — ONGs.

Os recursos financeiros, humanos e materiais de uma empresa são bens importantes, mas limitados, independentemente do seu tipo, seja ela uma empresa pública ou privada.

Por esse motivo, é fundamental compreender e priorizar os elementos importantes e a demanda de recursos de cada um dos setores da empresa, visando oferecer uma atuação mais íntegra, eficiente e que traga melhores resultados.

Neste post, falaremos sobre a gestão financeira para terceiro setor, destacando a sua importância e principais benefícios. Confira!

O que é gestão financeira para terceiro setor?

Quando falamos de gestão financeira, estamos tratando da habilidade de administrar recursos para manter o projeto ou empresa funcionando e atuando de maneira plena e eficiente.

Por isso, em instituições sem fins lucrativos e que atuam por meio de recursos captados de doações e/ou de recursos externos — em que a renda é limitada e variável e a saída é constante — esse tipo de cuidado administrativo é fundamental.

Em tais instituições, é necessária a excelente administração e gestão dos recursos financeiros, para que seja feito o uso eficiente dos recursos disponíveis. A utilização do fluxo de caixa como apoio para os projetos, garante que a instituição tenha reservas para os principais compromissos e possibilita a organização dos débitos e créditos com eficiência.

Quais os benefícios de uma boa gestão financeira?

Contar com uma gestão financeira eficiente e organizada não é benéfico apenas para as instituições do terceiro setor, mas é um dos elementos que garantem que elas possam continuar atuando de forma plena e total. Já que os recursos captados devem ser utilizados e distribuídos de forma cuidadosa e metódica, esse é um passo importante para o seu funcionamento.

É possível afirmar, que o principal benefício da boa gestão financeira para terceiro o setor está em possibilitar que a instituição continue atuando de forma plena.

Com uma gestão eficaz, a instituição evita problemas como a falta de recursos, pendências financeiras ou mesmo a incapacidade de realização do propósito social da instituição devido à escassez de recursos ou à má administração e gestão dos mesmos.

Como realizar uma boa gestão para o terceiro setor?

Entendida a importância e os benefícios de uma boa gestão para instituições do terceiro setor, é interessante também compreender alguns dos elementos necessários para realizar uma gestão eficiente e segura.

Além de aumentar os resultados e permitir que as instituições mantenham sua atuação, esses elementos também facilitam a captação de recursos e aumentam a credibilidade da instituição junto à sociedade e aos seus assistidos diretos e indiretos.

Veja a seguir alguns benefícios de uma boa gestão financeira para o terceiro setor.

Realização de uma boa administração

O principal fator para uma boa gestão financeira no terceiro setor está na administração cuidadosa e eficiente dos recursos, no controle de caixa organizado e ativo e no planejamento de despesas e recursos de forma a potencializar as possibilidades da instituição.

Isso faz com que a administração concisa e eficiente seja pedra fundamental para que a instituição mantenha sua atuação social. Uma administração de qualidade deve englobar a captação de recursos, o pagamento de despesas no prazo, a organização e o planejamento de longo prazo e a transparência em todos os processos.

Captação e administração de recursos

Também é importante que a captação e administração dos recursos da instituição sejam realizadas de forma inteligente, cuidadosa e metódica, garantindo sua transparência e executabilidade.

Como as receitas do terceiro setor costumam ser bastante variáveis, é necessário que o planejamento da captação e da aplicação dos recursos contemple as curvas de arrecadação e também os diversos cenários financeiros possíveis.

Organização e planejamento de longo prazo

Também é importante que as tarefas de organização e planejamento sejam realizadas de forma a contemplar o longo prazo, ou seja, planejadas para englobar as ações necessárias para períodos de tempo mais longos, como é o caso do planejamento financeiro, que deve levar em conta as despesas de longo prazo e também as receitas previsíveis.

Com isso, a instituição passa a ser capaz de lidar com situações adversas ou imprevistos que possam acontecer ao longo do percurso, já que o planejamento poderá prever momentos em que os recursos captados sejam menores que o necessário ou contemplem fundos de emergência para situações imprevistas.

Importância da Integridade

Como exposto anteriormente, todas as instituições do terceiro setor dependem da captação de recursos de pessoas físicas e jurídicas para atuar. Assim, é fundamental que ela tenha integridade em sua atuação e demonstre que seus propósitos e ações estejam alinhados com o projeto social desenvolvido e com as necessidades daqueles que são assistidos.

Clareza na prestação de contas

As contas das instituições do terceiro setor também devem ser claras e objetivas. Portanto, a prestação de contas deve apresentar o detalhamento dos recursos utilizados, das fontes de captação de verbas de cada período e, também, como foi feita a aplicação dos recursos, demonstrando também seu impacto dentro do projeto social.

Esses são alguns dos pontos mais sensíveis na gestão financeira para o terceiro setor, levando em consideração as particularidades e detalhes deste universo. Com uma boa gestão, é possível mensurar e compreender resultados, organizar as finanças e as despesas e tornar mais clara e objetiva a captação e administração de recursos.

Como é possível perceber com o conteúdo acima, a gestão financeira para terceiro setor exige uma série de cuidados e elementos, que devem ser considerados para garantir que os resultados sejam atraentes e de acordo com os objetivos almejados.

Além de facilitar o gerenciamento financeiro e torná-lo mais eficiente, esses cuidados e sugestões tornam o processo mais transparente e compreensível.

Conseguiu entender a importância e os benefícios de fazer uma boa gestão financeira para o terceiro setor? Se você gostou e quer receber todas as nossas novidades, nos acompanhe no Twitter, no Facebook e no Linkedin!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *